Saiba como funciona o Concurso INSS

Novos concursos públicos para vagas no Executivo Federal precisam voltar a ser autorizados pelo governo a começar por 2019, afirmou em depoimento ao G1 o aconselhador sui generis do Ministério do Planejamento, Arnaldo Lima Junior. De acordo com o aconselhador, estes concursos serão importantes para abarrotar vagas que serão abertas com a albergaria de servidores.

Números do governo mostram que, até 2027, aproximadamente 40% dos servidores públicos do Executivo Federal, cacuri de 216 mil trabalhadores, precisam se abandonar.

“O propósito é preservar a vigor de trabalho em um quantitativo próximo ano atual. Por isso, não há confusão que vai ter uma retomada de admissão nos próximos anos Acho que em 2019 já é um acontecimento melhor [para concursos]

Concurso INSS

Com a suposição de retomada dos concursos públicos a partir de 2019, ele recomendou que os “concurseiros” não “tirem o pé” e mantenham os pesquisas. “Concurso público é complicado. Possui que preservar focado. Nós constantemente acha que nessa setor de atendimento ao público direto, INSS, acho que seja uma das grandes desafios, e as universidades similarmente [precisam ter reposições de vagas]. Todas as áreas vão voltar a ter concursos [de 2019 em perante]”, declarou.

Foram oferecidas 950 vagas, sendo 800 são de técnico (nível médio e R$ 5.344,87) e 150 de analisador (graduados em Serviço Civil e R$ 7.954,09). Os selecionados são contratados pelo dieta estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia.

O novo concurso INSS já autorizou a nomeação de 500 aprovados, faltando a carteira abonar agora 450 vagas, o que deverá ocorrer até o próximo mês.

O INSS conseguirá acordar excedentes, caso solicite o acessório de 50% das vagas ao Ministério do Planejamento. Se isto for pedido e abalizado pelo governo, serão mais 475 vagas, sendo 400 de técnico e 75 de analisador. No completo, seriam 1.425 contratações. De acordo com dados do INSS, dos 33 mil servidores, 11 mil estão em abonamento de conservação e são capazes de se abandonar a qualquer hora. Este quadro alarmante fortalecerá a pressão ao governo de apelar mais servidores para a autarquia Em 2011, no momento em que ocorreu o último concurso de técnico e auditor, houve 5.020 convocações, de 6.881 aprovados, isto é, 133% além da apelo prevista em edital.

Os mais de 33 mil servidores prestam atendimento ocular aos aproximadamente quatro milhões de indivíduos que procuram as agências mensalmente. Além do atendimento ocular, o INSS atende, também, uma ação de mais de seis milhões de ligações telefônicas mensais – aproximadamente 68 milhões por ano – por meio das centrais de tele atendimento.

Etapas concurso INSS

Os candidatos a técnico responderam a 50 questões de Competências Básicos (Ética no Serviço Público, Dieta Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Dialeto Portuguesa, Agudeza Arrazoado e Noções de Informática) e 70 de Competências Específicos (Direito Previdenciário). A prova para analisador teve a mesma estrutura, porém outras disciplinas.

Em Competências Básicos, foi cobrado Dialeto Portuguesa, Agudeza Arrazoado, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Civil, Saúde do Agente e da Indivíduo com Carência.

  • Concurso: Instituto Nacional do Seguro Social (Concurso INSS 2016);
  • Banca organizadora: Cebraspe (Cespe/UnB);
  • Cargos: Técnico do Seguro Social; Analista do Seguro Social;
  • Escolaridade: Níveis médio e superior;
  • Estados: Nacional;
  • Número de vagas: 950;
  • Remuneração: Até R$ 8 mil;
  • Inscrições: até o dia 18 de março;
  • Taxa: R$ 65 ou R$ 80;
  • Data da prova: 15 de maio de 2016;
  • Situação: nomeações em andamento;
  • Previsão: novo concurso em 2018/2019.